sexta-feira, 29 de maio de 2009

Album da Semana (18MAio a 28 Maio) Interpol: Our Love to Admire (2007)

Continuo a série de sugestões semanais para audição sonora. Como tenho algum tempo de sobra, proponho-me que todas as semanas escolho um album musical, ouço-o até a exaustão durante a semana e depois escrevo aqui umas linhas sobre o dito cujo.

Esta semana, ouvi cuidadosamente e com satisfação o album Our Love to Admire dos Interpol, editado em 10 de Julho de 2007. Os Interpol são uma banda norte-Americana (EUA) oriunda de Nova-York que se formou em 1998. A banda é constituida por Paul Banks (vocais e guitarra), Daniel Kessler (guitarra), Carlos Dengler (guitarra baixo e keyboards) e Sam Fogarino (bateria e percussões). Os Interpol são uma das genuinas bandas com que se identifica o movimento independente (indie) da cena norte-americana.

Mas vamos ao Album. Este é o terceiro album da banda e é tambem o 1º para a major label multinacional Capital Records depois de terem lançado com tremendo sucesso no meio independente os seus anteriores albuns. Neste album mais do que nunca a influencia pos-punk que deu origem à banda está demais evidente. A sonoridade "à lá" Joy division é presença constante nos temas dos interpol e neste albun, essa influencia não passa despercebida. Talvez por esse mesmo motivo, e voces bem sabem a minha admiração pela obra de Joy division, esta banda está tambem na lista das minhas preferencias. E este album faz bem justiça a esse facto. Mas analiticamente a minha opinião quanto a esse rotulo, que digamos em boa verdade não é da minha autoria, tem muito que se diga. No meu entender o mais perto que os Interpol vão da sonoridade dos Joy Division é no que diz respeito eventualmente à composição e à letra dos seus temas. De resto, imaginem uma evolução dos JD mas sem a tendencia electronica e a depressão...e ai talvez tenhamos alguma afinidade, de resto independentemente disso os Interpol fazem boa música e pronto!

Alihamento:

lado A
1-"Pioneer to the Falls" – 5:41
2-"No I in Threesome" – 3:50
3-"The Scale" – 3:23
4-"The Heinrich Maneuver" – 3:28
5-"Mammoth" – 4:12
6-"Pace Is the Trick" – 4:36
7-"All Fired Up" – 3:35
8-"Rest My Chemistry" – 5:00
9-"Who Do You Think" – 3:12
10-"Wrecking Ball" – 4:33
11-"The Lighthouse" – 5:25

Minha faixa preferida:
"Who Do You Think"

Nota (escala de 1 a 10):
9

Breve Comentario:
Impossivel não gostar deste album, principalmente para os apreciadores dos Interpol. Os Interpol estão com toda a pujança e criatividade neste album em temas como "The Heinrich Maneuver" ou "Rest My Chemistry", experimentem e digam de vossa justiça.

Curiosidades:
Algures em Março de 2007, um album de nome Mammoth, atribuido aos Interpol, surgiu nas redes P2P para download. Contudo, esse album era na verdade uma copia renomeada de "Exit Decades", gravado pela banda sueca, Cut City. Devido a fortes similiaridades de som entre estas bandas, este "fake leak" tornou-se de tal forma convicente que chegou a convencer muitos dos fans.

link para site oficial dos Interpol.


Clip amador de "Who Do You Think".

Sem comentários:

Enviar um comentário